IR 2021: Auxílio emergencial deve ser declarado e devolvido

Pessoas que receberam o Auxílio Emergencial e tiveram rendimentos superiores a R$ 22.847,76 devem declarar no Imposto de Renda 2021 e devolver o benefício.

Cerca de 3 milhões de pessoas que receberam o auxílio emergencial terão que declarar o Imposto de Renda e devolver o valor do benefício à Receita.

Devem devolver o benefício todas as pessoas que tiveram rendimentos superiores a R$ 22.847,76.

De acordo com José Carlos Fernandes, responsável pelo programa do Imposto de Renda, a Receita espera que esse número não seja tão representativo, já que muitos contribuintes já precisavam declarar por outros critérios do IRPF.

“Percebe-se que o legislador destinou o auxílio emergencial para uma camada mais carente [da população], fixando um limite.”.

Ao declarar o Imposto de Renda, o programa identificará o contribuinte que ultrapassar o limite de rendimentos estabelecido pela legislação. 

“Vai aparecer uma tela [para o contribuinte] avisando que os rendimentos passaram do limite previsto, ficando obrigado a devolver o auxílio emergencial e entregar o DARF”, explica.

DARF

A Receita Federal também vai permitir gerar um DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) para as situações em que identificar que o contribuinte deveria devolver o auxílio emergencial.

O código específico de recolhimento, nº 5930, permitirá que o contribuinte possa fazer a devolução sem necessidade de ter que entrar no site do ministério da cidadania.

“É uma alternativa para auxiliar o ministério da cidadania na recuperação desses valores e facilitar [o processo] para o cidadão que está declarando já gerar o DARF do valor correto”.

Devolução

Outra alternativa, é acessar o site do Ministério da Economia. Por lá, o contribuinte consegue ter acesso a todos os valores que recebeu do auxílio emergencial, assim como comprovante de rendimentos, devoluções já realizadas e à realizar.

Pelo site, também é possível emitir a GRU – Guia de Recolhimento da União – fazendo a devolução do auxílio emergencial quando devido.

MAIS ALGUMA DÚVIDA?

Provavelmente sim, né? Que tal tirar ela diretamente com quem entende do assunto?

Preencha o formulário abaixo que um de nossos especialistas vai entrar em contato contigo!

Gostou do conteúdo? Então continue lendo o blog da BWA!

Matéria originalmente publicada em Contábeis, por Danielle Nader.

pt_BRPortuguese